BEM-VINDOS A ESTE ESPAÇO

Bem-Vindos a este espaço onde a temática é variada, onde a imaginação borbulha entre o escárnio e mal dizer e o politicamente correcto. Uma verdadeira sopa de letras de A a Z num país sem futuro, pobre, paupérrimo, ... de ideias, de políticas, de educação, valores e de princípios. Um país cada vez mais adiado, um país "socretino" que tem o seu centro geodésico no ministério da educação, no cimo do qual, temos um marco trignométrico que confundindo as coordenadas geodésicas de Portugal, pensa-se o centro do mundo e a salvação da pátria.
__________________________________________________________________

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

OS PROFESSORES SÃO OS CULPADOS PELO INSUCESSO ESCOLAR?




Os professores são culpados do insucesso escolar?
- Sim. Se metade dos alunos chumbam não é porque são mais burros que os outros. A culpa é dos professores e de quem os educou. A ministra está a ser corajosa.
Inês Pedrosa (escritora)
Por incrível que pareça, quem diz isto, não é uma pessoa qualquer que à partida não deveria confundir-se com uma qualquer pessoa. É uma pessoa que se faz passar por escritora, que deveria estar mais conhecedora do Ensino e da Educação em Portugal. Ou então, deve ter alguns ajustes de contas a fazer com os professores.
É que se em Portugal metade dos portugueses não lê, não é porque são mais burros que os outros. A culpa é dos pseudo e incompetentes escritores como ela, ignorantes e ressabiadas da vida, que vendem menos livros que algumas peixeiras na praça vendem peixe e que, lá porque aparecem de vez em quando na TV ou nos jornais, fruto da solidariedade, corporativismo e amizades conseguidas entre os jornalista, se acham capazes de denegrir uma classe inteira de professores que merece muito mais respeito do que aquele que infelizmente lhes tem sido votado, graças aos enxovalhos de uma ministra que se chegou a vangloriar por ter "perdido os professores mas, ter ganho a população" onde ela está obviamente incluida.
Apoiada por um primeiro ministro, sr. José Sócrates, ex-engenheiro, que, com o sentido de OPORTUNISMO conseguiu em pouco tempo, aquilo que qualquer estudante digno e que se preze, leva anos a conseguir - uma licenciatura.
Talvez fosse interessante perguntar a esta senhora Inês Pedrosa que opinião tem sobre o sistema de equivalências do sr. Sócrates, dos exames de inglês técnico, do mesmo professor a leccionar 4 disciplinas, dos exames ao domingo, dos curriculos do curso e lista de alunos do ano da sua ... licenciatura, etc. etc. etc. E já agora, do duplicado de fotocópias rasurado que se encontram na Assembleia da República sobre as suas habilitações literárias.
Gostava de saber ainda se, sobre isto, os outros portugueses também são burros.
Ou estará esta dita escritora à espera de algum convite "job for de girls" ... no Ministério da Educação?
Vão continuar a comprar livros da Inês Pedrosa? Não sejam burros ...

2 comentários:

Moriae disse...

Bolas ... Não sabia disso. Subscrevo a sua opinião e salvaguardo que, nunca comprei nada dela, não a aprecio i.e. nunca liguei. Já bastava o Miguel Sousa Tavares para tanta 'bronquidão' com eco.
Vou colar este post lá no canto (já não é o primeiro, espero que não se importe, again).

paulo g. disse...

Pois, a Inesinha.
Mas este recorte já tem algum tempo ou não?
É que já há uns meses apreceu uma coisa semelhante.
É melhor não recuarmos 20 anos e descobrirmos de onde e como surgiram estas luminárias.
Enfim, longe vão os tempos em que eram "criancinhas terríveis" na redacção do Indy, delambendo-se de amores...
Adiante, que tristezas não pagam dívidas.